08/06/17

"VIRTUTIS DISCIPULOS"

Desde sempre o blog ASCENDENS tem salientado a importância das palavras e conceitos hodiernamente. Neste campo, a instabilidade, relativismo, e falsos critérios reflectem-se dificultam ao falante a expressão, a justa transmissão de doutrinas, os conhecimentos e experiências. Em 2011 dedicámos algumas publicações ao fenómeno (o caso de "violência", e "bons-costumes", etc...)
O Canal VIRTUTIS DISCIPULUS tem a recomendação e apoio do blog ASCENDENS. Eis um canal de Youtube fundado a 22 de Junho de 2013, e que assim se apresenta:

"Virtutis Discipulus é vehículo de communicação de fundamentais Lecturas de Scientia. Estas Lecturas, de início muito versadas em sciência de nossa língua, expõem muitas aberrações presumidas por nosso povo. Boa evolução só pode ser feita com Scientia."
 
... verdadeira evolução só na verdade; de outra forma é "mutação"
 
O Virtutis vai com 63 vídeos publicados de curtas e bem organizadas lições. Embora em poucas coisas secundárias (pronúncia do latim, etc.) não, o fundamental condiz com a nossa postura.


 
Da I lição: "...faço isto (...) porque me apercebi, depois de vários anos, da importância de saber a origem greco-latina, e por vezes árabe, das palavras. Porque estamos a ser vítimas num processo de degeneração tal que nos está a dificultar imenso, cada vez mais, a tarefa de saber o verdadeiro significado das palavras que utilizamos, assim como a capacidade de as relacionar em sim. Ou seja, em vez de termos um conhecimento uno, estamos a fragmenta-lo."

Da III lição: "... refiro-me ao maior desastre que ocorreu sobre a língua portuguesa, que foi o da reforma ortográfica de 1911; em que foram tornadas efectivas "simplificações" com base em propostas já do séc. XIX. Isto acontece após a queda da "monarquia" em vontade de combater o analfabetismo, "reformando" a Educação: a forma ortográfica de 1911! Em vez de se educar a população, cedeu-se possivelmente às irregularidades já existentes nos diferentes dialectos; vence a ortografia puramente fonética sobre a ortografia etimológica. Opta-se assim por julgar que ocultar a raiz das palavras é simplificar. Evidentemente, isto foi muito contestado pelos linguistas, que conheciam verdadeiramente a língua, que sabiam o que este desastre implicava."
 
Da IV lição: " ... método fácil de se apreender cada vocábulo, e seus derivados, e saber assim o que se está a querer dizer. Pois só dessa forma se poderá saber falar. Custa saber que não é assim que professam as palavras às crianças, que as apreendem isoladas e ficam assim sujeitas à dissociação dessas mesmas palavras.

2 comentários:

Anónimo disse...

Sendo que o ascendens apoia este canal de youtube, mas não concorda com certas questões, não seria melhor referi-las e explicar o porquê?

J.M.J

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Muito oportuno.

Obrigado por comentar.

Não foram ditos os pontos de divergência para não diminuir a promoção que queremos fazer; mas ficaria mal não dizer absolutamente coisa alguma. Por outro lado, tais pontos divergentes são tão pequenos ...

Um exemplo para ilustrar: não seguimos a "pronuncia restaurada", nem ela serve para explicar tão bem a origem das palavras em português.

Volte sempre.

TEXTOS ANTERIORES