01/07/17

PIRATARIA - RADIO CRISTIANDAD

É significativa a quantidade de desaparecimentos forçados de "motores" tradicionalistas da "linha dura".
 
Fabián Vázquez, director e voz principal da Radio Cristiandad
Se há anos a famosa Radio Convicción do Chile desapareceu por dificuldades começadas no corte radical de verbas, nestes dias aconteceu algo diferente com a Rádio Cristiandad.
 
- "A Rádio Cristiandad desapareceu", disse alguém.
 
Desapareceu!?...
 
Fomos investigar.
 
Sim, o site da Radio Cristiandad desapareceu faz alguns dias, ou melhor, foi hackeado... explicando por palavras comuns: o site existe, não pode ser encontrado online, "milagre" da pirataria informática por mão de hacker. O Site da rádio ficou controlado por um hacker. Voltará? Depende do hacker ou de quem o contratou (se foi o caso).
 
Todos estarão a pensar "para que quer um hacker um site tradicionalista?" Quem souber, diga.
 
Nas nossas investigações notámos a necessidade de esclarecer alguns aspectos históricos da Rádio Cristiandad. Eis o resumo que conseguimos:
 
D. Bernard Fellay
A Radio Cristiandad  foi fundada por tradicionalistas argentinos, depois patrocinada pela FSSPX segundo intervenção pessoal do seu Superior Geral D. Bernard Fellay. Por volta de 2008/2009, a respeito da programação musical houve desentendimentos, entre o director da rádio (Fabian Vasquez) e o então superior de Distrito da FSSPX-América do Sul (hoje superior de distrito da FSSPX França - Sr. Padre C. Bouchacurt). Depois da Rádio fazer alguma resistência às novas políticas na FSSPX, a instituição retirou-lhe os apoios etc. [não conseguimos apurar quando ocorreu, se antes, se depois]. O site da radio continuou a crescer, tal como os ouvintes do programa "Mientras el Mundo Gira la Cruz permanece", programa que tinha como protagonista central a Fabian Vasquez; o Sr. Pe. Ceriani, o qual se havia demitido da FSSPX por discordância da actual política da instituição, passou a ser procurado pela rádio para entrevistas e programas, etc.; a radio chegou ao TOP 100 mundial de sites católicos; outros padres pelos mesmo motivos saídos da FSSPX tiveram cobertura da rádio para a difusão de sermões, palestras, aulas etc.; Todo este crescente foi muito abalado pelo acidente automobilístico que colheu a vida ao actor central da rádio, o seu director (a 24 de fevereiro de 2015).
 
D. Gerardo Zendejas, o 4º Bispo da "Resistência"
Dos "herdeiros de Lefebvre", seja a actual FSSPX, sejam os que dela saíram e reuniram em torno de D. Richard Williamson, sejam estes de quem agora falamos, todos manifestaram interesse em usar o nome "resistentes". Haveria que caracterizar cada qual para situar estes de hoje. Para fins de identificação fácil, tratemos agora o primeiro por FSSPX, o segundo por "Resistência", e o terceiro pelo nome que proferiram: "inóspita trincheira". Neste conjunto a FSSPX hoje destaca-se pelas questões da legalidade em vias de ultimar com Roma, a Resistência destaca-se pela rápido crescimento sem diminuição na qualidade inicial (vai com 4 Bispos), a Inóspita Trincheira destaca-se no Pensamento Católico, apologética, Teologia etc..
 
 
MAS.... de tanta coisa, o senhor hacker interessou-se pelo site da Rádio Cristiandad!
 
Milagre de conversão!

(se houver algo a corrigir no texto, enviar mensagem)

9 comentários:

Alguém disse...

A pergunta que devemos fazer é: Quem mais ganha com o desaparecimento da Radio Cristiandad? Eis a pista que pode ajudar a resolver o crime.

Anónimo disse...

Só há uma coisas a acrescentar: recebia, há 2 dias, uma e-mail de Radio Cristiandad com um texto do Padre Chazal (War on) e um sermão de Mons. Fellay.

f....ito

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Caro f....ito? ...

obrigado por comentar.

Desconhecemos.

Volte sempre.

ASCENDENS ASCENDENS disse...

caro/a "Algém"

obrigado/a por comentar.

Se descobrir diga.

Cumprimentos.

ASCENDENS ASCENDENS disse...

------------- COMPLEMENTO DO ARTIGO -------------

Pelos comentários reparo que o pensamento das pessoas se precipitou ou pode precipitar ao facilitismo, e que os humores podem conduzir ao juízo temerário. Eis o motivo pelo qual se faz necessário este complemento ao artigo.

No artigo a introdução refere o desaparecimento forçado de "motores" tradicionalistas da "linha dura". Por "motores" queremos dizer tanto pessoas como meios, e até o desaparecimento acidental, ou acidentado.

Entre caso estes pensei, por exemplo, no o Pe. Didier Bonneterre (FSSPX), que ficou conhecido pelo seu livro "O Movimento Litúrgico" com prefácio de Mons. M. Lefebvre (Le Mouvemente Liturgique, de dom Guéranger à Annibal Bugnini ou le Cheval de Troie dans la cité de Dieu. Edições Fideliter, Escurolles, 1980); foi professor de Liturgia no Seminário de Eccone, Prior em Paris e depois em Nantes , director da casa da FSSPX em Albano (Itália); independentemente de ser ou não de "linha dura", o seu livro mencionado atesta a sua posição incómoda; a 15 de Setembro de 2009 morreu em acidente rodoviário, às portas das conversações doutrinais da FSSPX com Roma. Ora, daqui se desmotivem as mentes mais ousadas se tinham do artigo feito conclusões fáceis quanto a encomendas cibernéticas... porque contra a linha dura tradicionalista os mais aguerridos inimigos é o Mundo e os senhores dele e suas forças; temos visto de tudo, principalmente desde o séc. XX. Depois há sempre os factores vulgares que são aqueles que devem ser os primeiros na nossa linha de conta, e não os últimos. Já no caso da Rádio, afirmámos apenas o que foi confirmado segundo a nossa investigação: o site da rádio foi hackeado; ponto.

Anónimo disse...

o ascendes que é seguidor da fraternidade de Lefebvre e do site Monforte coloque aqui os olhos. Devia ter vergonha

http://catolicaconect.com.br/2017/07/06/site-montfort-tradicionalistas-integristas-e-males-congeneres/

ASCENDENS ASCENDENS disse...

Anónimo(a),

é o que dá um Bispo não ouvir os próprios, e regular-se apenas pelo que contam deles, etc... Lamentável.

Os nosso Bispos estão assim, de um modo geral. São nossos legítimos superiores, mas estão iludidos numa crise nunca vista. Há que fazer-lhes chegar a doutrina certa com a explicação que a Igreja sempre Deu... mas receio que não tenham tempo para tal, e já estão comprometidos.

Anónimo disse...

«a Resistência destaca-se pela rápido crescimento sem diminuição na qualidade inicial» inicial da Fraternidade?

ASCENDENS ASCENDENS disse...

"anónimo", obrigado por perguntar tal coisa, oportuna.

Portanto, o "sem a diminuição na qualidade" refere-se desde que tal movimento foi "instituído". Há que ter em conta que não possuímos muitos dados a respeito, e que o artigo é fruto de investigação, ponderação de coisas várias, etc.. e que não somos peritos na matéria. Mas o que foi dito pareceu-nos ser suficientemente seguro para poder publicar.

Obrigado.

TEXTOS ANTERIORES